Ministério da Saúde anuncia redistribuição de vacinas contra a dengue que não foram usadas

Municípios que decretaram situação de emergência devido à doença terão prioridade

0
165

Foto: Paulo Whitaker / Reuters

O Ministério da Saúde anunciou que irá realocar as doses da vacina contra a dengue que foram enviadas a 521 municípios selecionados e ainda não utilizadas. A ministra da Saúde, Nísia Trindade, destacou que os municípios que decretaram situação de emergência devido à doença terão prioridade nesse processo de redistribuição. Segundo ela, a pasta poderia adotar diferentes critérios para redistribuir as doses, como ampliar a faixa etária para imunização na rede pública, que atualmente é de 10 a 14 anos. Além disso, a ministra revelou que o Ministério da Saúde está em negociações com a farmacêutica Takeda, fabricante da vacina Qdenga, para a possibilidade de produção no Brasil.

O governo pretende utilizar a estrutura da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz ) para a produção da vacina contra a dengue. A fundação já é responsável pela produção das doses contra a febre amarela no país. A ministra também ressaltou que o Ministério da Saúde está acompanhando de perto os avanços da vacina contra a dengue desenvolvida pelo Instituto Butantan. Segundo Nísia, a pasta tem apoiado o Instituto Butantan no desenvolvimento do imunizante, que já apresentou bons resultados na fase 3 da pesquisa clínica.

Jovem Pan