Aquaviário começa a funcionar em 2020, diz Renato Casagrande

Durante o anúncio do aplicativo do Transcol, governador falou também sobre o cartão do bilhete único, que deverá ser o mesmo para ser utilizado no Transcol, nos ônibus municipais, no aquaviário e nas bicicletas compartilhadas

0
10

Com a proposta de integração do transporte metropolitano, o governador Renato Casagrande afirmou que o aquaviário deve começar a operar em 2020. A declaração foi dada durante o lançamento do aplicativo Ônibus GV, no Palácio Anchieta, em Vitória.

“É bem provável que até o final do ano que vem a gente já tenha o aquaviário à disposição para funcionar. Quando integrarmos todos os sistemas de transporte, as bicicletas poderão ser usadas também com nosso cartão único. Elas vão ser instaladas para facilitar o acesso dos usuários entre suas casas até os pontos de ônibus”, revelou.

A ampliação da Linha Verde, em Vitória, faz parte do planejamento, ainda sem data. A estratégia faz parte do mesmo planejamento do bilhete único.

“Estamos migrando a tecnologia mais atrasada para uma tecnologia avançada para o sistema. A partir de julho ou agosto, vamos ter o mesmo bilhete para Vitória e Transcol. Depois será o mesmo bilhete do aquaviário, Mão Na Roda, Seletivo, bicicleta também integrada ao sistema de transporte, ou seja, o cartão único será usado em todos os modais de transporte da Grande Vitória”, completou o governador.

Segurança pública

Enquanto o governo estadual anunciava mais novidades sobre o transporte público, com o lançamento do aplicativo Ônibus GV, a segurança pública se tornou parte da pauta. Renato Casagrande comentou o assunto chamando de desafio em meio ao incentivo do uso da tecnologia dentro dos coletivos.

“A insegurança nos ônibus é um desafio de todos nós. O cidadão inocente que morreu nas Cinco Pontes é um exemplo. A tecnologia pode nos ajudar a ter segurança. Todos os ônibus contam com câmeras. Nas linhas onde acontecem mais crimes, precisamos melhorar esse protocolo de alerta e de comunicação para que a gente possa inibir os crimes que acontecem dentro dos ônibus”, comentou o governador.

O secretário de Estado de Transportes e Obras Públicas, Fábio Damasceno, não descarta uma possibilidade que já existe em aplicativo de transporte. “Botão do pânico é uma das possibilidades, mas estamos estudando possibilidades com a Secretaria de Segurança Pública (Sesp), para que a gente possa ter uma solução que dê resultado”.

Informações de Folha Vitória

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here